sábado, novembro 04, 2006

Falanstério 32 - 10 Acidentes de Moto por Dia


Neste ano, 345 motociclistas morreram no trânsito violento de São Paulo, parece que a média de um motoqueiro morto por dia vai ser ultrapassada. Além deles dirigirem um veículo perigosíssimo, protegidos apenas por um capacete e chegando a grandes velocidade, a moto polui mais que ônibus. Todas estas informações são uma triste realidade em que vivemos. A maioria dos motoboys não trabalha com carteira assinada e ganham por hora. E grande parte são pessoas de baixa renda e como ganham por hora estão sempre correndo, o que ajuda a aumentar a estatística de acidentes. Até o mês de setembro, o Corpo de Bombeiros já fez 2.737 resgates de acidentes envolvendo motoqueiros, na capital paulista. Desses, trezentos e quarenta e cinco perderam a vida. E tudo isso provoca uma triste média de 10 acidente por dia, principalmente nas marginais Pinheiros e Tietê.

E apesar disso tudo as pessoas continuam a comprar cada vez mais motos e são estimuladas pela publicidade para comprar esse veículo que mata sem dó nem piedade. Parece que a consciência está sendo extinta, juntamente com a inteligência.

6 comentários:

Marilce disse...

Eh! Mais uma vez fico abismada, com as estáticas que você brilhantemente nos mostra a toda hora. A motocicleta é um instrumento de morte, ainda mais nas cidades de grande trânsito.
Quando isso poderá se reverter?

Douglas disse...

Marilce,

A grande maioria dos acidentes sao causadas pelos próprios motoqueiros que "pilotam" suas motos como se fossem os "reis" do asfalto, como se nao houvesse nenhum outro veiculo proximo a ele. Esta situacao só vai mudar quando leis mais severas começarem a ser aplicadas na legislacao de transito, infelismente o brasileiro so aprende a fazer as coisas da forma correta quando "DÓI no bolso".

Agora eu coloco uma pergunta:

As estatiscas sao feitas pelo total de acidentes, certo? Todos ou a grande maioria sao Moto-boys, certo? - porque a pergunta...?
Simples, o moto-boy passa o dia inteiro na moto, em media ate 12 horas pilotando, com isso, aumentando as possibilidades de acidente, certo?
Agora, qual seria a estatistica para aqueles que sabem pilotar com consiencia? Que usam a moto para pequenos passeios, ou somente para ir ao trabalho, estacionar a moto, e so no final do dia pegar sua moto e voltar para sua casa, qual a estatisca para este perfil de motoqueiro? Aguem saberia informar?

Anônimo disse...

Os "espertos" que fazem comentários do tipo: "moto é perigoso", "moto é um instrumento de morte" etc, etc, só podem estar de brincadeira né?! Sou motociclista há mais de 12 anos e todas as vezes que passei por apuros, foi por causa desses espertalhões que andam em seus carros com retrovisores desregulados, com a cara colada no volante e sem saber como ou pq utilizar a seta de sua caixa de latas sobre rodas.
Ta certo questionar o comportamento de alguns motoboys, porém esses comentários preconceituosos e generalizados devem cessar, afinal imprudência não faz parte do perfil de muitos e muitos motociclistas.
O que realmente falta nesse país de ignorantes é apenas EDUCAÇÃO!!! Já cansei de ver erros grotescos cometidos por motoristas que pelo visto, não sabem sequer respeitar uma via preferencial.
Por favor “srs. motoristas”, aprendam a dirigir antes de crucificar um motociclista:

Dirigir devagar – só pela direita (sabiam disso???)
Conversões também são feitas pela direita (entenderam, sorocabanos de plantão???)
A seta deve ser utilizada até para se mudar de faixa...imagine então para dobrar uma esquina?!?! (imprescindível!!!). Utilizar a seta não causa L.E.R., não gasta a bateria do veículo e nem cansa o pobre motorista.
Quando você se deparar com uma marcação no chão, ou com uma placa vermelha dizendo “PARE”...por favor, pare mesmo, afinal aquilo não é um enfeite pra deixar a rua mais bonitinha...
Os retrovisores devem ser regulados de forma que se possa ver claramente o que ocorre ao redor de seu veículo e não apenas para ver sua “carinha bonita”...
Os bancos também precisam de regulagem para que os instrumentos sejam utilizados de forma correta. Ficar com a cara colada no volante além de perigoso para o próprio condutor (em caso de colisão frontal), também é extremamente perigoso para o coitado que vem atrás de você, afinal o que se pode enxergar estando com a cabeça quase que na mesma direção dos retrovisores?!?!

É isso aí galera...a educação e os bons costumes podem ajudar a acabar com essa guerra idiota entre carros e motos...

Alexandre

Anônimo disse...

Seguem algumas estatísticas para desmistificar opiniões e confirmar outras:

73% das vítimas de acidentes de trânsito são motociclistas.
24% dos acidentes com motociclistas são fatais.
96% dos acidentes são causados por imprudência, imperícia ou negligência do motociclista
3% dos acidentes são causados por cansaço, fadiga ou sono.
Os demais 1% são devido a outros fatores, tais como condições climáticas, condições da pista ou os outros carros.
20% das vítimas fatais são motoboys
80% das demais vítimas fatais utilizam a moto apenas para se deslocar ou para se divertir.

Desses dados, as conclusões que contradizem o senso comum apresentado nessa postagem são:
- Quase todos os acidentes com motos são causados pelos próprios motociclistas;
- Os motoboys são os que menos morrem no trânsito.

Anônimo disse...

Artigo preconceituoso, pobre em fundamentação e carente de entendimento do contexto que pretende abordar.

Estatísticas sem citação de fontes e "nada" são a mesma coisa.

Conclamar ao fim da guerra colocando-se de uma lado e atirando no outro lado soa incoerente.

Digo apenas para não confundirmos causas e efeitos. Má educação não tem por causa o tipo de veículo que se dirige. Haverá sempre cidadãos conscientes e também cidadãos equivocados, sejam sobre duas ou quatro rodas.

Cada um que se julga apto a aumentar o número de habitantes do planeta, que cumpra com seu dever de educar, e entregar para a sociedade o melhor cidadão, profissional, amigo, conjuge, motociclista e motorista que lhe for possível.

Felipe disse...

Um anônimo coloca algumas estatísticas sem fundamento para "desmistificar". E quem desmistifica as estatísticas deles?

Além disso, falar que moto polui mais que ônibus é a mais absurda ignorância. A maioria das motos novas tem motores tão eficientes quantos os carros (só que menores, então, poluiem muito menos). Agora, se quiser falar de moto antiga, então compare com ônibus antigo, com aquela fumaça preta. Nâo tem como uma moto poluir mais, se o motor dela PELO MENOS 40 (QUARENTA) vezes MENOR do que o do ônibus.

Outra coisa: Quandos os motoristas homens aprenderem que não se pode ultrapassar pela direita, as mulheres, que não é para falar no celular ao volante, e ambos aprenderem a dar seta, e por fim, aprenderem a andar de moto, ai sim, podem começar a discutir o tema.